quarta-feira, setembro 20, 2017
Home » Programação/ Scripts » bat (MS-DOS) » Comandos MS-DOS

Comandos MS-DOS

Boa tarde a todos, fiz esse resumo de comandos usando o Wikipedia e a própia ajuda do Windows. Creio que será de grande valia para seu scripts.

 

 

Abaixo segue uma lista de comandos do sistema operacional MS-DOS da Microsoft. Para obter ajuda na utilização de um comando, digite /? logo após o nome do comando, na tela do MS-DOS.
Exemplo:
C:> /?

Ao invés de ser executado, o MS-DOS retornará uma página de ajuda do comando escolhido (com a definição, opções disponíveis e talvez alguma observação). A lista abaixo apresenta informações semelhantes (definição e analogia com comandos do Unix e/ou Linux, sintaxe, opções e exemplo).
Uso:
No prompt do MS-DOS digita-se:
C:>

Varios comandos na mesma linha
No prompt de comando ainda pode ser utilizado uma seqüencia
de commandos na mesma linha utilizando o caracter “|” (pipe),
permitindo a inserção de múltiplos comandos em uma única linha.
Exemplo:
C:> | <2º> | <3º> etc…

ATTRIB
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando ATTRIB é usado para mostrar os atributos dos arquivos e diretórios (somente leitura, arquivo do sistema, arquivo morto e oculto), e permite alterá-los.
Nota: sua função é análoga ao comando chmod do Unix e chattr do Linux.
Sintaxe
C:> ATTRIB
Opções
* + : Acrescenta um atributo
* – : Retira um atributo
* R : Atributo somente leitura
* A : Atributo de arquivo morto
* S : Atributo de arquivo do sistema
* H : Atributo de arquivo oculto
* /s : Inclui todos os arquivos do diretório definido e todos os seus subdiretórios
* /d : Inclui diretórios no processamento (necessita da opção /s).
Exemplo
C:>ATTRIB +R C:EXEMPLO.TXT”’ ”’
C:>ATTRIB -R /D /S N:*.*

CALL
Usado para chamar (executar) um programa, comando ou script DOS (arquivo de lote ou arquivo .bat)
Sintaxe
CALL script
Opções
Exemplo
C:>CALL C:TESTE.BAT

CHDIR
CHDIR (pode ser abreviado para CD) é usado para trocar o diretório corrente ou acessar um subdiretorio.
Sintaxe
CHDIR diretorio
Opções
CHDIR C:WINDOWSDesktopExemplo

CLS
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando CLS é usado para apagar todas as informações mostradas na tela, e coloca o cursor no canto superior esquerdo.
Nota: sua função é análoga ao comando clear do Unix.
Sintaxe
CLS
C:>CLS

COMP
COMP compara dois arquivos
Sintaxe
COMP Arquivo1 Arquivo2
Opções
* /D Saída em hexadecimal
* /A Saída ASCII
* /L Mostra o número das linhas que são diferentes
* /C Não faz distinção entre caracteres maiúsculos e minúsculos

COPY
Usado para copiar um ou mais arquivos de um diretório para outro.
Nota: sua função é análoga ao comando cp do Linux
Sintaxe
COPY c:windows*.* c:windowsdesktop /V
/V Verifica a integridade do arquivo destino após a cópia
; Exemplo
C:>COPY D:EXEMPLOARQUIVO.TXT E:PASTA
Dica
Para copiar todo o conteúdo de uma pasta, use *.*
COPY C:*.* E:PASTA >> Copia todo o conteúdo em C: para E:PASTA
Exemplo
COPY C:*.* E:PASTA

DATE
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando DATE é usado para mostrar a data atual do sistema, podendo ser atualizada. Ao digitar uma nova data, pode ser usado como caractere separador o hífen, a barra ou o ponto (dd-mm-aaaa, dd/mm/aaaa ou dd.mm.aaaa).
Nota: sua função é análoga ao comando date do Unix.
Sintaxe
DATE
Opções
* /t : Mostra a data sem permitir alterá-la.
Exemplo
C:>DATE
Data atual: ter 20/01/1999
Digite a nova data: (dd-mm-aa) 06/01/2000

DEL
DEL (ou ERASE) Apaga um ou mais arquivos.
Nota: sua função é análoga ao comando rm do Linux.
Sintaxe
DEL arquivo
Opções
* /P Pede confirmação antes de apagar.

DIR
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando DIR é usado para listar arquivos e diretórios.
Nota: sua função é análoga ao comando ls do Unix.
Ele existe desde a primeira versão do MS-DOS e está embutido no interpretador de comandos deste sistema operativo, ao contrário do ls que é por si só um programa.
Sintaxe
DIR
Opções
Algumas implementações do MS-DOS dispõe de mais opções, estas são apenas as mais comuns.
* /A[xx] : Lista os arquivos com alguns atributos específicos
* /B : Lista apenas o nome dos arquivos
* /L : Nome dos arquivos em letras minúsculas
* /O[xx] : Modifica a ordenação da lista
* /P : Pausa a cada página
* /S : Lista também os subdiretórios (Use dir/s + nome do arquivo para procurar um aquivo específico em todo HD, pelo prompt do MS-DOS. Equivale a tecla F3 no Windows Explorer)
* /W : Formato de lista amplo
* /? : Help, exibe as opções que podem ser utilizadas no DIR
Exemplo
Este exemplo foi tirado em uma implementação de interpretador de comandos do Windows 2000.
C:>DIR
Volume in drive C is MAIN W2K
Volume Serial Number is 2326-30E6
Directory of C:
11/17/2001 09:40p 257,787 INF000.SWP
04/16/2002 10:12p 446 VIRUSLOG.TXT
05/19/2002 04:34p
filelib
11/22/2001 05:17p 228 BOOT.BAD
11/22/2001 05:10p 1,663 MSDOS.BAD
12/09/2001 09:07a 8,681 SCANDISK.LOG
11/22/2001 05:40p 1,775 MSDOS.SYS
01/03/2002 12:05a
Uma das funcionalidades práticas do DIR é exibir o resultado da pesquisa em um arquivo de texto, e não apenas na tela do monitor, podendo inclusive ser utilizada toda e qualquer opção disponível.
Para tanto, basta utilizar o comando: DIR [opções] [unidade] [diretório] >[unidade][nome do arquivo .txt].
Exemplo:
C:Documentos>dir /s /w >C:lista.txt

ECHO
Envia, ou controla o envio, de mensagens para a saída padrão. Usado em scripts DOS para controlar as mensagens enviadas para a saída padrão (monitor, tela ou ecrã).
Nota: sua função é análoga ao comando echo do Linux.
Sintaxe
ECHO [ON] [OFF] [mensagem] Opções
* ON : Ativa a saída dos comandos para a saída padrão.
* OFF : Desativa a saída dos comandos para a saída padrão.
Exemplo

FIND
Procura uma cadeia de caracteres numa lista de arquivos.
Sintaxe
FIND ”Texto” arquivos
Opções
* /C : Conta as ocorrencias
* /I : Ignora diferença entre maiúsculas e minúsculas.
* /N : Número das linhas em que Texto aparece.
* /V : Mostra apenas linhas que contém Texto
Exemplo
(FIND /I “sequencia” C:WINDOWSexplorer.exe) o parametro “sequencia” faz parte da linha, caso não colocar a sintaxe nao funcionara
(FIND /I “TESTE” C:demosnstrando.txt)

FOR
Usado para repetir comandos
Sintaxe
FOR %%Variavel IN ( ”lista” ) DO ”Comando”
Opções
Exemplo
FOR %%A IN ( texto1 texto2 texto3) DO ECHO %%A

FORMAT
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando FORMAT é usado para formatar um disco, preparando-o para receber dados.
Nota: sua função é análoga ao comando mkfs do Unix.
Sintaxe
FORMAT
Opções
* /s : Formata o disco na unidade especificada e grava o sistema operacional MS-DOS em seguida.
* /4 : Formata um disquete de baixa densidade em drives de alta densidade.
* /q : Formata rapidamente o disco da unidade especificada (formatação rápida).
* /u : Formata o disco na unidade especificada independente da condição.
Exemplo
C:>FORMAT A:

IF
Executa Comando se Condição for verdadeira
Sintaxe
IF Condição Comando else outro comando
Opções

LABEL
Usado para renomear uma unidade: LABEL (Unidade) (nome desejado)

MKDIR
MKDIR, ou abreviado MD, cria um subdiretório.
Sintaxe
MKDIR subdiretório
Opções
Exemplo
C:>MKDIR /diretorio1
C:>MKDIR /diretorio1/diretorio2

MODE
Configura a tela e a porta serial.
Sintaxe
MODE COM1:2400,N,8,1,P
MODE LPT1:=COM1
MODE LPT1
MODE N
Opções
Exemplo
MODE 120 -> aumenta a tela do prompt do comando para 120 colunas.

MORE
Permite exibir 23 linhas de texto, da entrada padrão na saida padrão, e aguardar o pressionamento de uma tecla. Tanto a entrada padrão quanto a saida padrão podem ser redirecionadas
Sintaxe
MORE arquivo
Opções
Exemplo
DIR | MORE

MOVE
Move os arquivos de um diretório para outro.
Nota: sua função é análoga ao comando mv do Linux.
Sintaxe
Sintaxe: MOVE [unidade:] [caminho] [nome antigo] [nome novo] ou [Origem] [Destino] Opções
Exemplo
C:>MOVE C:AULA C:TESTE , renomeia o diretório C:AULA para C:TESTE
C:>MOVE C:AULA*.* A: , faz a movimentação de todos os arquivos do drive de origem C:AULA para o drive de destino A: deixando assim o diretório C:AULA vazio.

PAUSE
Aguarda o pressionamento de uma tecla.
Sintaxe
PAUSE Mensagem
Opções
Mensagem é opcional

RENAME
Altera o nome de um arquivo. Pode ser abreviado para REN
Sintaxe
REN Antigo Novo
Opções
caracteres coringas * e ?
Exemplo

RMDIR
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando RMDIR, ou abreviadamente RD, é usado para apagar um diretório.
Nota: sua função é análoga ao comando rmdir do Unix.
Sintaxe
RD
Opções
* /s : Exclui todos os diretórios e arquivos neles contidos além do próprio diretório informado.
* /q : Exclui sem pedir confirmação (usando ou não a opção /s).
Exemplo
C:>RD C:EXEMPLO

TREE
Exibe de forma “gráfica” a estrutura de pastas de uma unidade ou caminho.
Sintaxe
TREE [unidade:][caminho] Opções
/F – Exibir os nomes dos arquivos de cada pasta. /A – Usar ASCII em vez de caracteres estendidos.
Exemplo
TREE C:WINDOWS

TIME
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando TIME é usado para mostrar a hora atual do sistema, podendo ser atualizada.
Nota: sua função é análoga ao comando date do Linux.
Sintaxe
TIME
Opções
* /t : Mostra a hora sem permitir alterá-la.
Exemplo
C:>TIME
Hora atual: 23:15:08,73
Digite a nova hora: 20:06:01,30

TITLE
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando TITLE seguido de DOS iria mostrar o título da janela: “DOS”
Sintaxe
TITLE (texto de título a janela)
Opções
???
Exemplo
Exemplo não disponível, para testes em Microsoft Windows vá no Start/Menu Iniciar>Executar: digite cmd, quando o prompt estiver aberto digite: TITLE jjj e veja o título da janela!

TYPE
Ele exibe arquivos de textos atraves do prompt de comando.
Nota: sua função é análoga ao comando cat do Linux.
Sintaxe
type [unidade:][caminho]nome do arquivo
Opções
Exemplo
C:windowsdirectx.txt ou
C:texto.txt

VER
Na linha de comando do sistema operacional MS-DOS, o comando VER é usado para mostrar a versão do sistema operacional em uso.
Nota: sua função é análoga ao comando uname do Unix.
Sintaxe
VER
Opções
Sem opções para o comando VER.
Exemplo
C:>ver Windows 98 [Versão 4.10.2222] C:>
ou C:>ver Windows XP [Versão 6.46] C:>

EDIT
Na linha de comandos do sistema operacional MS-DOS, é usado para abrir o editor de texto. Esse é um teste padrão.

EXIT
No sistema operacional MS-DOS, é usado para desligar o computador.
No Windows é usado para fechar o Prompt.

FDISK
Na linha de comandos do MS-DOS, o comando fdisk exibe o menu com as partições. OBS.: Este comando foi removido desde o Windows XP

Sobre Diego Duarte

Diego Duarte Atua como coordenador de NOC, toca um violãozinho nas horas vagas e tenta eternamente entender o que o fez escolher TI

Veja também!

Logo Powershell

Convertendo Powershell Scripts em Executáveis (ps1 para exe)

Olá, Pessoal A dica de hoje pode facilitar a vida de quem deseja automatizar tarefas …

2 comentários

  1. Heleno

    Olá Diego! Tenho uma aplicação que roda via MS-DOS e gostaria de saber se é possível criar uma linha de comando para realizar um acionamento via porta serial ? A ideia é que após o término de uma rotina (autoexec.exe) eu envie um sinal via porta serial, isso é possível? Grato.

    • Diego Duarte

      Boa noite, Heleno.
      Atualmente, qual a forma que você usa para acionar a porta serial?

Este artigo lhe foi útil? comente e ajude outros acrescentando seu ponto de vista!