quinta-feira, setembro 21, 2017
Home » Exchange Server » Revisão de Exchange #2

Revisão de Exchange #2

Pergunta: A organização do Exchange Management Console parece lógica para você? Por quê?

Resposta: As respostas irão variar de acordo com a experiência do aluno. No entanto, os alunos devem observar que a estrutura de gerenciamento se relaciona às funções de servidor.

Pergunta: O Exchange Management Console tem a mesma funcionalidade que tinha nas versões antigas do Exchange Server? O que há de diferente nesta versão?

Resposta: No Exchange Server 2010, você usa o Exchange Management Console para configurar computadores que executam o Exchange Server. O Exchange Server organiza todas as opções de configuração no Exchange Management Console de forma lógica, em configurações baseadas na função.
Nas versões anteriores ao Exchange Server 2007, os usuários podiam configurar o Exchange Server com o Gerenciador do Sistema do Exchange. No Gerenciador do Sistema do Exchange, todas as opções estão disponíveis na caixa de diálogo de propriedades do servidor ou da organização. Portanto, o Gerenciador do Sistema do Exchange não é orientado à função.

Pergunta: Quais tarefas adicionais você precisa executar na função de servidor Caixa de Correio após a instalação do Exchange Server 2010?

Resposta: Você deve concluir todas as etapas pós-instalação, que incluem a criação e a configuração dos bancos de dados, a proteção do servidor e a configuração de destinatários e do catálogo de endereços offline.

Pergunta: Quando é preciso mover o caminho dos logs de transações ou dos bancos de dados?

Resposta: Talvez seja preciso mover os arquivos de banco de dados durante a configuração inicial para garantir que os arquivos estejam nos discos adequadamente configurados.

Pergunta: Quando pode ser preciso usar o log circular?

Resposta: Habilitar o log circular permite que os logs de transações sejam substituídos depois que eles forem confirmados no banco de dados. Considerando que o Exchange Server não mantém logs de transações, eles não estão disponíveis para uso na recuperação. Essa opção pode ser usada quando você não precisar recuperar dados entre backups completos. No entanto, nunca recomendamos essa opção em um ambiente de produção de servidor único.

Pergunta: O que você deve considerar ao nomear bancos de dados?

Resposta: A partir do Exchange Server 2010, os bancos de dados não são mais filhos dos objetos do servidor, e um banco de dados poderá ser replicado em vários servidores de caixas de correio se você configurá-los para alta disponibilidade. Portanto, como uma prática recomendada, você não deve aproveitar os itens abaixo nas convenções de nomenclatura de banco de dados:

  • O nome do servidor
  • O nome do site do Active Directory (para o caso de resiliência de site)
  • O nome do data center físico (para o caso de resiliência de site)
  • O nome da organização do Exchange

Pergunta: Quando você pode desejar ou precisar criar vários bancos de dados?

Resposta: Você pode expor vários motivos, dependendo dos alunos. Frequentemente, as organizações criam bancos de dados para separar os usuários em departamentos diferentes ou regiões geográficas, ou usuários que exigem níveis de serviço diferentes. A manutenção de um banco de dados em um tamanho gerenciável também é importante. Você deve dimensionar os bancos de dados para que eles se ajustem ao armazenamento disponível, e ainda assim com espaço suficiente para crescimento. Além disso, esses tamanhos devem coincidir com os tempos de backup e recuperação que você define para o sistema de mensagens.

Pergunta: Por que você desejaria reduzir o número de bancos de dados?

Resposta: Você pode expor vários motivos, dependendo dos alunos. Uma organização pode desejar reduzir o número de bancos de dados que possui a fim de reduzir as necessidades de licenciamento e a sobrecarga administrativa que se tem ao possuir vários bancos de dados. Além disso, cada banco de dados montado consome memória adicional no servidor, de modo que em algumas instâncias, pode ser vantajoso limitar o número de bancos de dados que se pode ter.

Pergunta: O que você deve considerar ao planejar a criação de servidores de caixas de correio adicionais?

Resposta: Talvez seja preciso colocar servidores de caixas de correio em locais mais próximos aos usuários para melhorar o desempenho ou reduzir as cargas de largura de banda. Pode ser necessário adicionar mais servidores de caixas de correio ao mesmo site para lidar com os usuários adicionais ou com o aumento do uso dos usuários atuais.

Pergunta: Para que sua empresa atualmente usa pastas públicas e o SharePoint?

Resposta: As respostas irão variar consideravelmente. Algumas empresas podem escolher usar pastas públicas para filas de email compartilhadas, calendários, repositórios de documento ou grupos de discussão. Outras empresas podem optar por usar o SharePoint pelos mesmos motivos.

Pergunta: Quais ferramentas você pode usar para gerenciar o Exchange Server 2010?

Resposta: O Shell de Gerenciamento do Exchange e o Console de Gerenciamento do Exchange são as duas principais ferramentas para gerenciar o Exchange Server. Além disso, o Console de Gerenciamento do Exchange possui várias outras ferramentas que você pode usar.

Pergunta: Que personalizações você pode fazer nos bancos de dados de caixa de correio?

Resposta: As opções de configuração do banco de dados de caixa de correio incluem limites de caixa de correio, destinatários de registro no diário, bancos de dados de pasta pública padrão, agendas de manutenção e log circular.

Pergunta: Quando você pode usar pastas públicas?

Resposta: O Exchange Server 2010 oferece suporte completo a pastas públicas, de modo que você pode usar uma variedade de soluções. Há várias soluções que trabalham dentro de pastas públicas, mas outros produtos e tecnologias podem atendê-las melhor.
Problemas comuns relacionados à criação dos bancos de dados de caixa de correio
Identifique as causas dos problemas comuns a seguir relacionados à criação e implementação dos bancos de dados de caixa de correio do Exchange Server e preencha as dicas de solução de problemas. Para obter respostas, consulte as lições relevantes no módulo.

Problema

Dica para a solução de problemas

Você está planejando implantar um novo servidor de caixas de correio em um servidor e uma plataforma de armazenamento diferentes Use as ferramentas de teste de desempenho, como o Gerador de Carga do Exchange e o Jet Stress, a fim de garantir que o servidor de caixas de correio seja executado adequadamente.
Após aplicar os limites em cada um dos bancos de dados de caixa de correio, alguns dos usuários estão excedendo esses limites. Verifique se as caixas de correio foram definidas para herdar configurações de limite do banco de dados, em vez de serem definidas separadamente.
Você está migrando do Exchange Server 2003 e nenhum dos usuários com as caixas de correio do Exchange Server 2010 pode acessar pastas públicas herdadas pelo Outlook Web App. Verifique se existe uma réplica das pastas públicas exigidas em um servidor Exchange Server 2010.

Problemas e cenários do mundo real

1. Sua organização precisa determinar qual solução de armazenamento implantar para o novo ambiente de sistema de mensagens do Exchange Server 2010. Que informações você deve considerar ao selecionar o hardware?

Você deve considerar muitos fatos ao escolher o armazenamento. Seu foco deve estar em como fornecer espaço em disco suficiente e na taxa de transferência que atenda às suas necessidades. Há ferramentas que você pode usar para aproximar os requisitos e que o ajudam a tomar uma decisão informada.

2. Sua organização deseja automatizar a criação de caixas de correio de usuário para funcionários com base nos respectivos status no sistema de recursos humanos da organização. O que você pode usar para executar essa automação?

O Shell de Gerenciamento do Exchange fornece uma interface para criar scripts de tarefas administrativas, como a criação e modificação de usuário. Também é possível usar o Shell de Gerenciamento do Exchange de modo programático de dentro de outros aplicativos.

3. Sua organização deseja reduzir os custos administrativos. Uma sugestão é fornecer aos chefes de departamento e aos auxiliares administrativos o acesso necessário para gerenciar grupos departamentais e baseados em projeto. O que você pode usar para realizar essa tarefa?

Você pode usar o ECP e as permissões RBAC apropriadas para permitir que a equipe não técnica gerencie grupos.
Práticas recomendadas relacionadas ao planejamento de implantação da pasta pública
Complemente ou modifique as práticas recomendadas a seguir de acordo com suas próprias situações de trabalho:

  • Determine os recursos de pasta pública das quais sua organização precisa, como várias replicações de mestre.
  • Determine se outras soluções, como o SharePoint ou o InfoPath, atendem melhor às necessidades dos usuários.
  • Defina os limites específicos de tempo de vida e tamanho para que os dados da pasta pública não aumentem de forma incontrolada e desatualizada.
Ferramentas Ferramenta Use para Onde encontrá-la
Exchange Management Console Configurar a organização do Exchange Server, seus servidores e destinatários

 

Menu Iniciar
Exchange Management Shell Configurar a organização do Exchange Server, seus servidores e destinatários.

Concluir tarefas de gerenciamento em massa

 

Menu Iniciar
Painel de Controle do Exchange Gerenciar destinatários Outlook Web App

Pergunta: O que acontece com o status do banco de dados quando você move os arquivos de banco de dados?

Resposta: Quando você move arquivos de banco de dados, o banco de dados fica offline. Isso torna o banco de dados indisponível, o que significa que os usuários finais não podem enviar nem receber emails até que ele seja colocado online novamente.

Pergunta: Quando você cria uma pasta pública, quantas réplicas ela tem?

Resposta: Quando você cria uma pasta pública com o Console de Gerenciamento de Pasta Pública no Outlook, apenas uma réplica é criada. Portanto, para garantir que os dados sejam redundantes, você deve adicionar uma réplica.

Sobre Diego Duarte

Diego Duarte Atua como coordenador de NOC, toca um violãozinho nas horas vagas e tenta eternamente entender o que o fez escolher TI

Veja também!

Logo Powershell

Convertendo Powershell Scripts em Executáveis (ps1 para exe)

Olá, Pessoal A dica de hoje pode facilitar a vida de quem deseja automatizar tarefas …

Este artigo lhe foi útil? comente e ajude outros acrescentando seu ponto de vista!