sexta-feira, novembro 24, 2017
Breaking News
Home » Artigos » E se motoristas fossem contratados como profissionais de TI?

E se motoristas fossem contratados como profissionais de TI?

Recebi esse texto por e-mail e resolvi repassar. Não tenho a fonte para dar os créditos, se alguém é o dono dele por favor me diga.

Reflete a realidade da nossa área, no sentido das exigências para contratações. Quem nunca recebeu uma vaga que pagava muito abaixo do valor médio, exigindo dezenas de especialidades?! Já vi vagas que o cara deveria ser especialista Microsoft com certificação, especialista em Linux e desejável certificação CISCO e claro, fluente em inglês. Legal se pagassem uns 15 mil, mas não vou nem falar o valor aqui pra não gerar polêmica.

Segue o texto:

E se motoristas fossem contratados da mesma maneira que profissionais de TI?

Cargo: Motorista.

Exigências do trabalho: Competência profissional em condução de veículos leves como carros e pesados como ônibus e caminhões, ônibus articulados, bondes, metrô, tratores, escavadoras e pás carregadoras, e tanques pesados atualmente em uso pelos países da OTAN.

Habilidades em Rali e de condução extremas são obrigatórios! Experiência na Fórmula-1 é um diferencial.

Conhecimento e experiência em reparação de motores de pistão e rotor, transmissões automáticas e manuais, sistemas de ignição, computador de bordo, ABS, ABD, GPS e sistemas de áudio automotivo dos fabricantes conhecidos mundialmente – obrigatória!

Experiência em tarefas de pintura e funilaria de automóveis é um diferencial.

Os candidatos devem ser certificados pela BMW, General Motors e Bosch, mas não por mais de dois anos.

Compensação: R$ 15 – R$ 20/hora, dependendo do resultado da entrevista.

Exigências da instrução: Bacharel em Engenharia Mecânica.

Sobre Diego Duarte

Diego Duarte Atua como coordenador de NOC, toca um violãozinho nas horas vagas e tenta eternamente entender o que o fez escolher TI

Este artigo lhe foi útil? comente e ajude outros acrescentando seu ponto de vista!